31 de maio de 2014

Resenha: A Escolha do Coração

Título: A Escolha do CoraçãoAutora: Amanda BrookeISBN: 9788581633169Número de Paginas : 336Sinopse: Recém-casados, Holly e Tom se mudam para uma casa grande e confortável, onde ela espera esquecer de vez os fantasmas de sua infância problemática. O destino, contudo, lhe preparou uma surpresa, que se revela depois que Holly encontra um relógio lunar enterrado no jardim.O relógio oferece a imagem de um futuro que é ao mesmo tempo animador e preocupante: a visão de um lindo bebê nos braços de Tom... mas Holly, estranhamente, não aparece na visão. Em pânico diante da previsão, ela teme que um dia precise fazer uma escolha terrível: dar um filho ao marido, sacrificando sua própria vida... ou salvar-se e se esquecer para sempre da filha não nascida – a quem Holly já aprendeu a amar.

Holly é uma artista plástica e acaba de se mudar para uma cidade pequena com seu marido Tom, juntos eles gostam de colocar no papel os desejos que eles querem realizar nos próximos anos, e o que Tom mais quer é ter um filho com sua amada Holly.

Mas Holly, não quer ser mãe, ela acha que por ter sido desprezada pela sua mãe no passado, ela não vai conseguir ser o que a criança espera.

Num passeio pelo quintal de sua nova casa, ela descobre um relógio lunar, e logo faz de tudo para colocar essa raridade para funcionar, o que parecia ser um relógio inofensivo se transforma num portal para o futuro, quando Holly o toca, sente uma descarga elétrica e desmaia.

Quando Holly acordou, percebeu que estava em casa, mas não no presente, no futuro, sua casa estava diferente e cheia de coisas para bebês, mas o que mais chamou sua atenção, foi o olhar triste de Tom, seus lindos olhos verdes estavam frios e distantes.

Holly estava morta, morreu ao dar a luz a uma linda menina, Libby. Ela teve uma complicação no parto e não resistiu, ela tinha tido uma filha e nunca iria ter a oportunidade de segurar seu bebê nos braços, e não poderá ter Tom ao seu lado para sempre.

Quando Holly volta ao normal, está desesperada e sem saber como contar para seu marido que os planos do bebê está cancelado. Mas pelo pouco tempo que ficou com sua filha, já se sente mãe, e já ama Libby mais que tudo.

Ela não pode desistir de sua filha, mesmo que isso custe sua vida, porque se ela não engravidar no momento certo, ela pode não ter mais a oportunidade de ser mãe, ou seu bebê pode não ser Libby.

Holly conhece uma senhora que também já usou o relógio, e ela explica para Holly que o relógio não se engana, e não tem como enganá-lo também. Uma escolha difícil, que pode mudar a vida de muitas pessoas, inclusive a dela mesma. Se desistir de Libby, ela sobrevive, mas se ela desistir não vai ter sua linda filha nunca mais.

Um livro encantador, quando chega no final sabemos que algo ruim vai acontecer, mas mesmo assim torcemos a cada página, e o final é simplesmente emocionante e perfeito. Quando ela começa a se questionar o que deve fazer é visivelmente doloroso, senti como se fosse eu a fazer as escolhas.

Todos os personagens que aparecem no livro, tem a sua importância, nos ensina alguma coisa e nos cativa aos poucos, quando chega no final, sentimos falta de cada um.

Recomendo, um livro lindo e emocionante.






28 de maio de 2014

Resenha: A Filha do Louco

Título: A Filha do LoucoAutor: Megan ShepherdEdição: 1Editora: Novo ConceitoISBN: 9788581631547Ano: 2014Páginas: 416
Sinopse:Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.


Juliet e sua mãe foram abandonada, após descobrirem que sei pai Dr. Moreau fazia experimentos horríveis com animais, vivissecações. Quando descobriram as práticas mórbidas, elee saiu da cidade e pouco tempo depois, foi dado como morto.

Juliet e sua mãe sobreviveram com o pouco que tinham, já que todos na cidade se distanciaram, as pessoas que se diziam amigas se afastaram e viraram as costas, a mãe de Juliet chegou a fazer programa, mas logo ficou doente e morreu.

Juliet consegue um emprego de faxineira na escola de medicina, através de um amigo da família que sentiu pena e resolveu ajudar. Em uma noite Juliet percebe que a luz da sala de cirurgia está acesa, quando chega perto percebe que alunos estão praticando a vivissecação em um coelho, e em cima da mesa havia um papel mostrando como deveria ser feito o procedimento, e assinado com o nome de seu pai.

Assim ela começa a desconfiar que seu pai está vivo, e escondido em algum lugar. Ela vai atrás de pistas e encontra um antigo criado de sua família Montgomery, seu melhor amigo, Montgomery confirma as suspeitas de Juliet de que seu pai está vivo, e partem juntos para a ilha onde estão vivendo, mesmo contra a vontade, Montgomery leva Juliet.

Ela não entende o motivo da resistência de Montgomery em levá-la para junto de seu pai, mas quando chega na ilha, a reação de seu pai não foi como ela imaginava, e criaturas estranhas vivem pela floresta.

Juliet começa a desconfiar de que seu pai, anda fazendo experimentos e criações bizarras, e faz de tudo para descobrir o que acontece por trás da porta do escritório do seu pai.

Um livro surpreendente, com um final inesperado, gostei muito do livro, não conseguia parar de ler, comecei com medo, porque li uma resenha dizendo que falava os experimentos que ele fazia com os animais e etc, mas na verdade não mostra nada, apenas no começo que fala do coelho, e pronto, nada que nos deixa horrorizados, mas com certeza um frio na barriga acontece, final é suspense atrás de suspense.

Vale a pena cada página.



20 de maio de 2014

TAG- Feitiços de Harry Potter

Oi gente tudo bem?

Nunca tinha trazido uma TAG pra vocês, mas hoje resolvi fazer uma que vi no blog Romances & Leituras, logo que vi quis trazer aqui para o blog. Primeiro quero explicar a minha relação com o personagem principal que incentivou o nome da TAG, Harry Potter, sim meu bruxinho preferido. Quem me apresentou Harry Potter foi meu pai, que leu o livro e me apresentou para o mundo mais perfeito que já conheci, quando ele leu o primeiro livro foi quando saiu o filme no cinema, então ele me levou para assistir e foi amor à primeira vista. Assim que sai do cinema quis ler o livro, e assim terminei de ler os livros, bem antes de sair os filmes, eu lia os livros em menos de dois dias, isso porque eu tinha 11 anos, eu tinha a mesma idade de Harry, então quando ele crescia nos filmes eu também crescia, quando vi o último filme, chorei feito criança e até hoje me emociono quando falo, parece besteira, mas é como se tivesse acabado uma parte de mim sabe? Eu cresci com aquela ansiedade do ver o próximo filme, relendo os livros milhões de vezes, e sim, eu sei as falas dos filmes rs. Agradeço ao meu pai por me apresentar a melhor fase da minha infância, livros e filmes que eu sempre procuro quando estou passando por dificuldades, porque me lembro de quando eu era criança e era tudo tão simples. Obrigada pai, se passaram 11 anos desde que conheci Harry Potter, mas sinto como se fosse ontem que me apaixonei por essa história.


Mas chega de conversa.


O nome é:


TAG- Feitiços de Harry Potter.         


1. Expecto Patronum: Um livro relacionado a boas memórias.

 Bom, não preciso nem dizer qual é o livro, com certeza Harry Potter, filmes e livros que me lembram de muita coisa boa, me lembra minha ida ao cinema com meu pai, só eu e ele, e conversávamos sobre o filme, e eu gostava de falar sobre os livros quando eu terminava também.  


2. Expelliarmus: Um livro que te pegou de surpresa. 
 
Um livro que me pegou de surpresa, com certeza foi “Por toda eternidade- Kristin Hannah”, um livro que fala de perdas, amizade, família e superação.  E tem a continuação que é “Amigas para sempre”. Perfeitos.
     3. Prior Incantato: O último livro que você leu.


O último livro que li foi “Boneca de Ossos” um infanto juvenil que é uma boa leitura para passar o tempo, para relaxar antes de uma leitura pesada, e o que estou lendo no momento é “A escolha do coração”. Ainda bem que relaxei antes dele rs.


   4. Alohamora: Um livro que te apresentou a um gênero que você não tinha considerado antes.


“Ela só queria casar”, me apresentou livros espíritas, minha mãe sempre lia livros desse gênero, mas nunca tive interesse em ler, mas quando fechei parceria com a Editora Vida e Consciência,  recebi esse livro e li para poder fazer a resenha, e gostei muito da história, é bem diferente do que eu imaginava sobre os livros espíritas.

 

    5. Riddikulus: Um livro engraçado que você leu.


Um livro muito engraçado, que eu achei pelo menos, foram dois, “Pobre não tem sorte” e “Como quase namorei Robert Pattinson”. Foram dois livros que eu li e achei muito engraçado.

6. Sonorus: Um livro que você acha que todos deveriam conhecer.
 
Acho que todos deveriam conhecer Harry Potter e Jogos Vorazes, duas séries que eu amei e com certeza recomendo.



      7. Obliviate: Um livro ou spoiler que você gostaria de esquecer ter lido.


Eu não me arrependo de nenhum livro, mesmo quando eu não gosto de um livro, sempre dou um jeito de tirar coisas boas deles, e geralmente tento não ler nada com spoiler, sempre procuro informações nas resenhas sobre ter ou não spoiler.


     8. Imperio: Um livro que você teve que ler para escola.


Um livro que tive que ler para a escola e ODIEI foram alguns como: O Cortiço, Meninos de areia, Vidas secas. Um tédio total.


     9. Crucio: Um livro que foi doloroso para ler.


Um livro doloroso de ler está sendo o do momento, “A escolha do Coração”, porque no prólogo conta o que está prestes a acontecer, quando começa o primeiro capítulo conta como foi antes do acontecido rs, bom falei e não falei nada, mas vocês irão ver na resenha em breve.


    10. Avada Kedavra: Um livro que pode matar (interpretação livre).



  • Matar de tédio: “Diga aos lobos que estou em casa”, pode ser que tenha pessoas que gostem do livro, mas eu achei uma leitura que não saia do lugar, cansativa.

  • Matar de amor: “Belleville”

  • Matar de fofura: “Álbum de Casamento”

  • Matar de raiva: “ Vidas secas”

  • Matar de amor para sempre (risos): “Harry Potter”.






Adorei responder essa TAG, e espero que vocês tenham gostado também, quem quiser responder fique a vontade.

Beijos



13 de maio de 2014

Resenha: Boneca de ossos

Boneca de Ossos
Holly Black
Novo Conceito, 2014
224 Páginas 
Ficção juvenil
Sinopse: 
Poppy, Zach e Alice sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...

Resenha 

Zach, Alice e Poppy são três amigos que gostam de brincar com aventuras imaginárias e bonecos que se transformam em piratas, ladras, sereias e princesas, e eles fazem de uma forma que tudo pareça real.

Nas brincadeiras que criam, existe uma “Rainha”, que é uma boneca que fica dentro de uma cristaleira na casa de Poppy, sua mãe nunca deixa que brinquem com ela, porque acredita que essa boneca de porcelana antiga um dia pode trazer muito dinheiro para a família.

Os três brincam todos os dias após a escola, mas isso muda quando Zach chega em casa e descobre que seu pai jogou todos seus brinquedos fora, então ele decide que não pode contar isso para suas amigas, então diz que não vai mais brincar com elas, porque é coisa de criança.

Poppy começa ter sonhos estranhos com “A Rainha” e pede para Alice e Zach acompanharem ela numa aventura que vai desvendar os segredos escondidos por trás daquela boneca de porcelana, que sempre parece estar observando.

Zach decide que vai participar dessa última aventura, mas o que eles não esperavam é que um grande mistério está para ser resolvido, com sonhos estranhos e acampamentos revirados tudo começa a se resolver, e a verdadeira história que está por trás de uma inocente brincadeira começa a aparecer.

O livro é narrado na terceira pessoa, e nos prende do começo ao fim, é uma história voltada para o público infantil, mas que não impede que nós adultos se divirta com um pouco de mistério juvenil.

Gostei muito do livro, mas com certeza não é um livro que nos deixa com medo. Recomendo para quem quer se distrair entre um livro e outro.
 


 

9 de maio de 2014

Dica de leitura para o Dia das Mães‏

  As verdades sobre padecer no paraíso



 Que mulher nunca ouviu a amiga dizendo que ser mãe é a melhor coisa do mundo ou que em nenhum momento se arrependera de ter tido filhos, com o maior sorriso no rosto?
Pois é, a maioria delas fala sobre os benefícios da maternidade e “esquece” de mencionar as contrações intermináveis, as noites insones ou como o marido nem sempre coopera com as maravilhas da maternidade.
Para desvendar todo este mistério às mães de primeira viagem, a autora Claudine Wolk escreveu Vai ficar mais fácil, um guia falando sobre a experiência inesquecível da maternidade, já que ela não possui apenas um, mas três filhos.
Se você tem uma amiga, parente ou se a sua esposa está passando pela aventura da primeira gravidez, este é o livro que ela precisa.
 
Com ele, a leitora irá descobrir coisas como:
- As verdades sobre o trabalho de parto e o nascimento;
- A importância da rotina do bebê;
- Os cinco mantras da mãe de primeira viagem – para manter-se sã;
- As mudanças do corpo após o nascimento.
 
Saiba onde comprar:



8 de maio de 2014

Resenha: Vinte Garotos no Verão

Nome: Vinte Garotos no Verão.
Autora: Sarah Ockler.
Editora: Novo Conceito.
Páginas: 288.
Sinopse
Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

 Resenha


Anna, Frankie e seu irmão Matt, são melhores amigos e inseparáveis, fazem tudo juntos, mas Matt está se preparando para ir à faculdade.  E promete para Anna e Frankie que a distância não irá separá-los. Anna é apaixonada por ele há muito tempo, mas nunca contou para sua melhor amiga.

Quando Anna faz 15 anos ela ganha um presente de Matt, um beijo e uma certeza de que os sentimentos são recíprocos. Começam a se encontras as escondidas, até mesmo de Frankie.

Matt e sua irmã Frankie vão fazer uma viagem de verão, e resolvem sair para tomar sorvete todos juntos para se despedir, e é na volta para casa que acontece um acidente, e Matt morre.

Anna havia prometido não contar nada para Frankie sobre o romance, mas cada dia se sente mais culpada pelo segredo.

Um ano após o acidente, Anna e Frankie viajam juntas no verão, e fazem um plano, vão conhecer 20 garotos, o problema é que essa praia lembra Matt em tudo, e Anna sente que está traindo ele se conhecer novos garotos.

Anna e Frankie vão conhecer garotos muito gentis e que vão marcar suas vidas para sempre, entre passeios, aventuras e festas, elas vão descobrir segredos uma da outra e terão que resolver suas diferenças, e tentar continuar com a amizade de antes. 

Esse livro com certeza mexeu muito comigo, achei que seria uma história de adolescentes que se apaixonam e etc, mas quando teve o acidente de Matt fiquei bem chocada, eu não estava esperando. É um livro incrível e eu recomendo com certeza. 

Adoro o tipo de leitura que nos deixa com o coração aquecido, e foi assim que me senti.